quinta-feira, 18 de outubro de 2007

Fórum de Mulheres do Futuro




Alegria, Cirque Du Soleil

Este espaço abrigará arte, poesia e fotografia de Ana Félix Garjan e de convidadas

A arte está em todos os lugares da nossa vida e do mundo. As pessoas são Arte de Deus
e do Universo. Cabe a cada pessoa desejar ser uma verdadeira obra humana. Somos Arte!


Ana Félix Garjan
Arte e espiritualidade

3 comentários:

Ana Maria Guimaraes Felix Garjan disse...

ARTFORUM MUNDI PLANET
Mundo,19/10/2007

Mulheres polonesas tiram a roupa para acabar com os clichês

Elas estão nuas e não têm "nada a esconder": o cartaz de campanha do Partido das Mulheres para as eleições de 21 de outubro tinha por objetivo chamar a atenção, neste país profundamente católico. O objetivo foi alcançado. Para não escandalizar além da conta, as sete mulheres, entre as quais a presidente do partido, a escritora Manuela Gretkowska, dissimularam as suas partes íntimas por trás de um letreiro com os dizeres "O Partido das Mulheres. A Polônia é uma mulher", com o slogan "Tudo em prol do futuro e nada a esconder".

Por mais que ele seja uma agremiação marginal, o Partido das Mulheres, que apareceu na cena política polonesa no início de 2007, tem de 2% a 3% das intenções de voto em algumas pesquisas. Ele quebra o monopólio que vinha sendo exercido por outros partidos em relação à imagem da mulher e da família tradicional. Num dos cartazes da Liga das Famílias Polonesas (LPR, de extrema-direita), aparece uma mulher grávida que segura uma criança pela mão, enquanto num outro, a mesma aparece ao lado do marido. Agora, com este novo partido, a imagem da mulher se emancipa.

Entretanto, o acesso à mensagem desta agremiação permanece limitado. Em vez de ser afixado nos muros em praça pública, a sua difusão se deu exclusivamente na Internet e nos veículos de comunicação. "Está dando certo", quer acreditar Manuela Gretkowska. Desde a sua fundação, o partido teria atraído a adesão de 1.500 membros. Ao concorrer em sete regiões, dentre as quais a de Varsóvia, ele ambiciona obter a eleição de uma deputada na Dieta, a câmara baixa do Parlamento, por ocasião deste pleito. Apesar de não apresentar nenhum programa político efetivo, o partido estabeleceu como prioridade multiplicar as creches e as escolas maternais. Acima de tudo, ele está decidido a dar voz para as mulheres que foram "sacrificadas no âmbito da lei anti-aborto", sublinha a sua presidente.

O que pensa disso a nova conselheira para as questões das mulheres junto ao presidente conservador Lech Kaczynski? Nomeada em setembro, a incisiva Nelly Rokita, que se descreve como uma católica conservadora e apegada aos valores sociais, se diz francamente em oposição ao aborto. Ela estima que "em política, não há nenhuma necessidade de haver um feminismo radical". Além disso, embora Manuela Gretkowska seja uma mulher muito simpática, "o seu movimento não passa de uma pornografia política", decreta a conselheira.

ELEIÇÕES NA POLÔNIA

O presidente Lech Kaczynski
A MENTALIDADE DA ELITE

Creches de empresas
Por trás destes dois discursos, existe uma mesma realidade. Em política, a igualdade dos direitos entre homens e mulheres ainda está por ser construída. No governo, apenas 5 dos 22 ministros são mulheres - nas finanças, nas relações exteriores e nos esportes, no desenvolvimento regional e na pasta do trabalho. Já, no que diz respeito aos 6.188 candidatos a um assento na Dieta, 1.428 são mulheres, ou seja, 23%.

No mercado de trabalho, as mulheres ainda estão se recuperando lentamente do desemprego maciço que se seguiu à queda do comunismo em 1989, e do qual elas foram as principais vítimas. Atualmente, apenas 46,4% das polonesas têm um emprego, contra 57,9% na França.

Além de esbarrar na falta de empregos, o acesso das mães de família ao mercado de trabalho é também dificultado pelo número reduzido de estruturas de atendimento voltadas para as crianças. Na Polônia, apenas 2% dessas crianças freqüentam uma creche. A direita conservadora que está no poder (Direito e Justiça, PiS), e que fez da sua política para a família um dos seus cavalos de batalha, propõe desenvolver essas estruturas e incentivar a criação de creches em empresas.

Além disso, em nome de uma recuperação da natalidade polonesa (a taxa de fecundidade é de 1,25, sendo ligeiramente inferior à média européia, de 1,4), os conservadores também prometeram um abatimento fiscal de 1.145 zlotys (cerca de R$ 800) por criança. No ano passado, o governo havia aumentado as alocações familiares e implantado um prêmio por nascimento de 1.000 zlotys (R$ 700).

Tradução: Jean-Yves de Neufville
Le Monde

A 'SOCIEDADE DE MULHERES DO FUTURO' OBSERVA ESSA MATÉRIA COMO LUTA DA MULHER QUE TEM MUITO CHÃO PELA FRENTE, MAS NÃO CONCORDA QUE MULHERES TENHAM QUE TIRAR A ROUPA PARA PROTESTAR POR SEUS DIREITOS.

Brasil, 20/10/2007
Ana Félix Garjan
anafelixgarjam@hotmail.com
...

Circulo Mujeres disse...

Bendiciones hermana!
desde los circulos de mujeres en Chile, un saludo por el despertar de la paz en nuestra tierra y por la expansión de la energía femenina que tanto puede ayudarnos como humanidad, a hombres y mujeres a retotomar la armonía!

bendicione spor las redes y conecciones!
Mahi

((((Circulo Matriztico))))

Ana Felix Garjan disse...

A'Sociedade Mulheres do Futuro' vem agradecer o comentário e apoio do CIRCULO MATRIZTICO DO CHILE, através de sua representante, MAHI CARO BARAHONA.

No dia de 27 de outubro de 2007 - XXI, aconteceu o nascimento da ORGANIZAÇÃO CMS-Chile, em Santiago.

CONGRATULAÇÕES À NOVA CMS-Chile
www.cmschile.org

CONGRATULAÇÕES À NOVA ORGANIZAÇÃO DE MULHERES DE NOSSA AMÉRICA!

Brasil, 27 de outubro de 2007

SOCIEDADE MULHERES DO FUTURO
ARTFORUM MUNDI - ARTFORUM BRASIL

A Paz e o Planeta precisam de Nós!

Ana Maria Félix Garjam
anafelixgarjam@hotmail.com

www.artforumunifuturobrasil.org